Sexta-feira, 15 de Setembro de 2006

SETEMBRO!

 

Setembro é mês marcante.
Setembro é mês de vida.
Mês do meu progenitor.
Mês da menina dos meus olhos.
Mês de luz, encanto, e de muita fantasia.
Setembro das marés vivas
onde as sereias cantam ao luar.
Setembro de chegadas e partidas,
de entregas e despedidas.
Setembro de mim e de ti, da vida dividida
entre o mar e o rio.
Setembro de virgens equilibradas,
tão doces e tão amargas,
são belas enfeitiçadas, pintadas num belo mural.
Setembro com o sol  a dormir mais cedo,
entre a lua arrefecida,
do cheiro aberto ao outono.
Setembro de nuvens a debulharem-se em gotas
que se cantam felizes em chuva.
Setembro em mim,  é vida!


©{{coral}}
Reservados os direitos de autor
Textos e poemas registados na SPA

música: De fundo do blog
publicado por {{coral}} às 23:10
link do post | As vossas palavras são importantes! | favorito
|
12 comentários:
De Devil_Girrl a 16 de Setembro de 2006 às 00:49
hummm que bom chegar aqui e ter tanto...para sentir e ler...estão os trés lindos sem duvida...mas tenho um preferido...descer aos nossos corpos...=X humm gostei muito...identifiquei-me =)
mais mais...
=P
*****beijinhusss
De Pedro Miguel a 16 de Setembro de 2006 às 02:15
Lindo poema. Uma autêntica ode à vida (e à alegria).

Podia ser o anti-Terra Sem Vida do T.S. Elliot.

Muito optimista.

Gostei e agradeço.

De Marluce a 16 de Setembro de 2006 às 02:48
Ai {{coral}}
Palavras de Setembro que deslumbram as almas perdidas na noite.
Palavras de Setembro que tocam tudo quanto a mente deseja que seja realidade.
Palavras que me adoçam a noite fazem-me adormecer em paz.
Setembro pelo que leio deve ser um dos meses que a marcam, pelo seu pai, e pelo que ja li morreu, por algum filho ou filha que nasceu neste maravilhoso mês. Colocar palavras assim só mesmo de um grande poeta. É tudo tão belo e simples.
Obrigado mais uma vez pela paz que me deu.
Até amanhã um beijo
Marluce
De Alexandra a 16 de Setembro de 2006 às 03:38
Hummm Hummm Hummm {{coral}}
Os corais têm a sua magia, a sua beleza rara, a sua luminosidade, a sua altivez nos mares. Estou a ficar gratificantemente rica pelas palavras que dá aos seus leitores, tirando alguns cobardemente incobertos, que nem a critíca sabem utilizar. Li no poema anterior que uma das pessoas que deixa comentários regularmente se queixa da música que a sua página tem, não percebi tal comentário, considero que esta música é um dueto belo, sensível e a condizer com as suas palavras, este blog tem a caracteristica de ser abençoado pelas suas mãos, tanto de palavras como de tudo quanto lhe colocou, dá consigo. Palavras sensíveis, sofridas, mareadas, solstícias, amorosas, requerem paz, e paz está também na mensagem deste dueto.
Venho diariamente a esta página, desde que o faço sinto-me bem.
Deixo-lhe mais uma vez os meus aplausos a este poema brilhante de Setembro « de nuvens a debulharem-se em gotas que se cantam felizes em chuva» isto é poesia meus senhores. Clap, clap, clap, clap.
Boa noite poeta, que a luz divina esteja nos seus sonhos.

Alexandra

De SonhoFiel a 16 de Setembro de 2006 às 15:13
Alexandra = marluce = coral

Enfim....

Coral ainda não reparaste que todos já sabem que escreves comentários a ti própria, enfim...No comment.

Se não admites críticas e tens que colocar máscaras para a justificares ou simplesmente utilizar amigos para falarem por ti, tens um problema de integração social grave.
Eu apenas disse que podias colocar outra música, esta não é a única que condiz com os teus poemas, esta repetitiva, mas se não queres acreditar, paciência.

Continua a escrever poemas e auto-comentários.

São todos paralelamente paralelos emparelhados.

Eu venho comentar um blog democrático, mas parece que aqui é tudo facista!!

Eu só dei um conselho, não ofendi ninguém!

Queres comentários ou mentiras simuladas para agradar???

Tens que crescer como todas as pessoas, ou pensas que estás estagnada no conhecimento e não tens falhas? Aceita criticas e não as contra-argumentes por personagens fictícias, porque isso demosntra incapacidades que não são permitidas no séculos xxi...



De acbelix a 16 de Setembro de 2006 às 20:18
Acho de mau gosto mostrares esse ciume todo publicamente. Nao te fica bem, e nao +e de bom tom. Experimenta criticar-te a ti e as tuas actitudes, e vais ver que sempre que apontamos um dedo a alguem, ficam pelo menos 3 a olhar para nós, o que quererá dizer, que olhamos para um pequeno defeito nos outros, mas não conseguimos ver os grandes que temos nós. A melhor forma de criticar os outros, e mostrando a nossa capacidade de dizer-mos quantos e quais os defeitos que temos, e que esfroço iremos depender para os melhorar.

Quanto ao poema, como sempre escrito com alma, e quando é com alma e amor, nao se discute porque sai sempre bem.

Miro
De Sonho fiel a 16 de Setembro de 2006 às 20:44
Sabes o que é um comentário?
Vou colocar aqui o significado.
"[série de notas explicativas de qualquer obra literária ou científica;
crítica;
explicação;
esclarecimento;
análise;
observação de carácter irónico ou mordaz;]"

Não consta na lista a palavras ciúme.

Limitei-me a justificar a "Alexandra" e as suas diversas caras, se o salazarismo blogueiro existe, é porque querem limitar as pessoas para a passividade e consequentemente para o silêncio,ou seja, só querem receber "miminhos", mesmo que falsos, do que serem receptores de opiniões motivadas por aquilo que transmitiram.

Se há quem aceite recados dogmáticamente, se ficam pelas sombras parvas da ilusão, leiam a alegoria da caverna.

Eu só exteriorizei um momento que se reflectiu em ofensa. Não me vou vitimar e fazer publicidade da vitimação, esse caminho é muito simples e prático para ter ainda mais "miminhos"....

É pena que o 25 de Abril não tenha chegado ao virtual!

De {{coral}} a 16 de Setembro de 2006 às 23:25
Resposta aos comentários da Sonho Fiel:

Olá Joana,
Lamento que não cresças tanto quanto a tua imaginação ao dizer que eu coloco comentários a mim própria, não preciso de tal, infelizmente não percebo o que te leva a dizer uma coisa dessas.
Manias de perseguição comigo não funcionam e sou até muito democrática, se fosse fascista como afirmas de outras pessoas teria tomado a atitude mais correcta que seria retirar os teus comentários da página, porque um sitio destes não é feito para reclamações e afirmações como as tuas. Pelos vistos este blog provoca muitos calores ou dissabores às pessoas, ainda não entendi muito bem porquê mas aqui estou exposta a tudo, não tenho medo nem nunca o tive, e dou a cara todos os dias pelo que escrevo e faço.
Mais uma informação para ti Joana, as pessoas que dizes ser eu,são perfeitamente identificadas, e respondo-te porque dou sempre o beneficio de dúvida a toda a gente, mas um conselho menina, vê se cresces e agradeço-te que sejas educada e não tornes a usar o meu blog para ser notada ou mal educada com outrém.

{{coral}}

De acbelix a 17 de Setembro de 2006 às 18:04
Lamentavelmente acho que de facto te falta crescer e saber o que é a vida. Parece que nao sabes que o ciume éum dos piores defeitos que poderemos ter, no entanto falas do Salazarismo como se o tivesses vivido, ou como soubesses o que é passar noites de sobressalto para nao ser apanhado a conjurar contra o poder que estava instalado como eu fiz. Nao fales do que nao sabes, e pior que isso, nao afirmes coisas que dificilmente entenderas por muito que leias, a ditadura nao foi assim uma coisa que passou sem deixar marcas, morreu muita gente e foi torturada muita gente para que hoje pudesses escrever como escreves, e teres a tua opinião sobre as coisas, o entanto, e apesar de dizer que lutarei sempre para que possas dizer sempre a tua opinião, isso nao quer dizer que esteja de acordo com ela, ou que concorde com a tua falta de educação e falta de charme nos comentarios que fizes-te aqui. Apenas posso dizer que é nosso dever ajudar toda a gente a crescer e a serem melhores pessoas, e sei que nao vais ser um caso fácil, no entanto, gostaria de dizer que é com amor que crescemos bem, e é com esse amor que te deixo estas palavras para que possas com humildade um dia povar que os grandes e bons são sempre humildes. Espero que consigas lidar com esse mau feitio. beijos

De Menina do Rio a 17 de Setembro de 2006 às 07:17
Aqui pra nós, setembro é primavera. É o renascer. A chuva que cai fecundando a terra e fazendo brotar a semente. É o desabrochar de flores, de todas as cores com seus perfumes. São os dias amenos que sucedem o inverno, dias longos, noites serenas. Setembro é luz, é vida, é a nova estação.
Mesmo com visões diferentes desejo que tenhas um doce setembro!!
Tem um ótimo domingo

beijo
De Cristina a 17 de Setembro de 2006 às 13:01
Olá Coral,
Obrigada pela tua visita :). Estive a ler vários dos teus poemas, e tens um dom muito bonito de escrever :). Parabéns pelas tuas palavras, e pelo blogue.
Prazer e um beijinhu
P.s.
A música de fundo é muito linda, adorei
De carla a 19 de Setembro de 2006 às 01:28
Bebi cada palavra deste teu poema de lágrimas nos olhos! Lágrimas de felicidade! Lágrimas de alegria e de amor!
Setembro é mês de dádiva divina!
Foi em setembro que Ele me deu o "teu amori"!
Está lindo este teu setembro!
Adorei
Bjoca
>*<
carla

Comentar post

.Devagarinho se caminha...

.{{coral}}

.

.As minhas palavras...

. OS ANOS PASSAM...

. ESTA OUSADIA...

. A TUA AUSÊNCIA...

. E LÁ GANHÁMOS...

. DESENHA NO MEU CORPO...

. Silenciosamente!

. ABRO O BOLSO...

. AO MEU PAI!

. A TARDE ACONTECE...

. NO DIA DA MULHER

. PARA TI

. AMA-ME NOS AROMAS...

. DEIXA...

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.Poemas Ditos da {{Coral}}


Escutem os poemas em "Lugar aos Outros 30" 07-12-2006

.favoritos

. DIA MUNDIAL DA POESIA

.as horas no silêncio...

.As visitas ao meu blog


contadores de visitas

.Calendário

.Os cantinhos de magia...

.Vozes...