Terça-feira, 10 de Outubro de 2006

EXISTE SEMPRE…

 

Existe uma força que me leva
sempre a ti.
Pode ser uma luz divina,
as preces que por vezes deixamos
longe do coração, mas…
o conforto está lá e, nunca as esquecemos.
Pedimos força, pedimos paz,
pedimos calma, e mesmo sem querer
começamos a ter tempo para tudo,
a lutar contra a maldade!
Hoje,
dei comigo a ter paz interior,
aquela sensação de leveza,
do dizer tudo quanto a alma grita e,
por vezes guardado estupidamente.
Hoje,
não tive medo de te entregar
as minhas lágrimas,
de soluçar no teu peito,
de entregar-te o silêncio que doeu em nós!
Sofro contigo todas as tuas dores,
amo contigo todos os prazeres,
choro contigo nossas lágrimas,
assumo contigo as circunstâncias
que a vida dá.
Hoje,
disse-me das minhas realidades…
Existo por ti, por três grãos de gente
boa e sã, que plantei naquele nosso
recanto de mar.
À que acreditar… sempre transpomos
tudo, desde que haja força e, uma união
fortalecida.
Hoje,
senti todos os momentos,
as palavras silenciosas articuladas
nos gestos de carinho e ansiedade.
Hoje,
a verdade da palavra “amor”,
decididamente, ficou mais
semeada em nós!


©{{coral}}
... escrevinhando…
Reservados os direitos de autor
Textos e poemas registados na SPA

música: De fundo do blog...
publicado por {{coral}} às 22:19
link do post | As vossas palavras são importantes! | favorito
|
6 comentários:
De Devil_Girrl a 10 de Outubro de 2006 às 23:58
Este poema...faz-me sofrer...o quanto eu não gostava de sentir-me assim com aquele alguém...até uma lagrimazita rolou ao ler...está belo...
Beijinhos*****

Devil...
De Minerva McGonagall a 11 de Outubro de 2006 às 00:00
Assumidas as realidades da vida, os sentimentos que fervilham no coração e na mente. Não conseguiste fechar a porta e os caminhos não foram fechados. A ferida abriu, mas lentamente parece que se cura a si mesma. Dói na alma, no coração, mas passa. Quem realmente ama não consegue esquecer mesmo que já não tenha nada. As mágoas sofridas são maiores, mas também se curam. Sabemos que é no dia a dia que se vive. E tu hoje viveste, o teu coração voltou a bater, a sentir e a amar. Continua e nao te afundes. Beijo grande.
De acbelix a 11 de Outubro de 2006 às 00:13
Quando somos capazes de rezar em conjunto, e porque de facto a nossa capacidade de amar nao pode ser separada, e se alguém consegue contigo rezar, deves sentir-te feliz, e ele também, pois quando os dois sao capazes de interceder um pelo outro, então essa é a forma mais pura de amar.

Que quem amas perceba a dimensão do que lhe dás.

Miro
De Daniela Mann a 14 de Outubro de 2006 às 00:22
Lindo!!!
...()""()
.("( 'o' )
,-)____)|'--.
"=(o)==(o)='Beijinhos
De woman's secret a 14 de Outubro de 2006 às 23:15
as palavras belas despertam em mim um sorriso que me aquece...
beijos e bom domingo
De carla a 18 de Outubro de 2006 às 21:33
É sempre reconfortante lermos alguém que tem um amor verdadeiro!
Eu quase que perdi a fé!
Cheguei a pensar que tal já não existisse....que a coisa tinha ficado por Pedro e Inês......mas não!
OS AMORES VERDADEIROS EXISTEM!
Parabens!
Felicidades!
Obrigada!
ADOREI!
Beijo grande
>*<
carla

P.S. - Dias lindos e felizes para 3 grãos de gente boa e sã! És fantástica (além do resto) como agricultora!

Comentar post

.Devagarinho se caminha...

.{{coral}}

.

.As minhas palavras...

. OUTONO...

. OS ANOS PASSAM...

. ESTA OUSADIA...

. A TUA AUSÊNCIA...

. E LÁ GANHÁMOS...

. DESENHA NO MEU CORPO...

. Silenciosamente!

. ABRO O BOLSO...

. AO MEU PAI!

. A TARDE ACONTECE...

. NO DIA DA MULHER

. PARA TI

. AMA-ME NOS AROMAS...

.arquivos

. Novembro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.favoritos

. DIA MUNDIAL DA POESIA

.as horas no silêncio...

.As visitas ao meu blog


contadores de visitas

.Calendário

.Os cantinhos de magia...

.Vozes...