Quinta-feira, 19 de Outubro de 2006

NOITE…

 

 

A noite troveja-se.
O céu ilumina-se.
Eu acordei na chuva.
Procuro o teu corpo e,
faminta do outono,
embrulho-me no teu cheiro.
A terra deixa-se fustigar
pela violência da chuva.
Abrem-se as portas do céu,
lançam-se raios iluminando
os caminhos.
Hoje o céu deixou-se cantar,
os anjos abrigaram as almas medrosas.
A noite troveja-se.
Eu recebo a noite fria,
embrulhando-me no teu cheiro, e
aceitando o teu calor.



©{{coral}}
... escrevinhando…
Reservados os direitos de autor
Textos e poemas registados na SPA

 

publicado por {{coral}} às 22:32
link do post | As vossas palavras são importantes! | favorito
|
3 comentários:
De Alexandra a 20 de Outubro de 2006 às 13:31
Coral
Muito bom este poema, rico em sensiblidade, os medrosos da trovoada devem ler.
"A noite torveja-se. Eu recebo a noite fria,embrulhando-me no teu cheiro, e aceitando o teu calor."
Ilustrando este poema, a música da Alanis é brilhante.
Vim um dia procurar corais, fiquei fã deste mar de palavras.
Alexandra
De JJ a 20 de Outubro de 2006 às 20:31
Contiuam a existir nesta página belas maravilhas:
As palavras da coral, a música que coloca a ilustrar
sentimentos, e as fotos ilustrando palavras. As pérolas assim nascem em fundos de mar, nos rochedos, onde quer que se esteja é brilho que resulta de Poeta.
Continua a ser uma boa página de visita.
Obrigado coral
JJ
De carla a 20 de Outubro de 2006 às 23:23
Como dizia o poeta, "...noite.....companheira dos meus gritos!..."
Muitas noites trovejantes! Muitas! MUITAS!
Este poema é um doce que dás a diabéticos!
Uma pequena(grande) maravilha!
Uma delícia!
Partes-me toda!
:)
Beijo grande
>*<
carla

Comentar post

.Devagarinho se caminha...

.{{coral}}

.

.As minhas palavras...

. OUTONO...

. OS ANOS PASSAM...

. ESTA OUSADIA...

. A TUA AUSÊNCIA...

. E LÁ GANHÁMOS...

. DESENHA NO MEU CORPO...

. Silenciosamente!

. ABRO O BOLSO...

. AO MEU PAI!

. A TARDE ACONTECE...

. NO DIA DA MULHER

. PARA TI

. AMA-ME NOS AROMAS...

.arquivos

. Novembro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.favoritos

. DIA MUNDIAL DA POESIA

.as horas no silêncio...

.As visitas ao meu blog


contadores de visitas

.Calendário

.Os cantinhos de magia...

.Vozes...