Sábado, 18 de Novembro de 2006

SUAVEMENTE...

 

 

Suavemente deslizo
no teu corpo...
unindo-nos o suor,
o sentimento, a sofreguidão!
Suavemente deslizo,
beijando a luz que vem dos teus olhos!
Suavemente ficas rendido...
aos meus beijos,
às minhas mãos,
ao meu corpo!
Suavemente a nossa carência
está patente...
na necessidade de amor,
do encanto, da busca, e das ausências!
Suavemente as nossas mãos unem-se,
deslizando na frescura dos lençóis,
em compassos de sentimentos, de música e,
em êxtase!
Suavemente deslizamos em nós
porque nos necessitamos!
Suavemente deslizamos... e sentimos o nosso Amor!



©{{coral}}
Reservados os direitos de autor
Textos e poemas registados na SPA

publicado por {{coral}} às 20:39
link do post | As vossas palavras são importantes! | favorito
|
19 comentários:
De Manuela a 19 de Novembro de 2006 às 18:37
Mais um belo poema cheio de sentimento que tantas vezes anda arredado das pessoas. Sentir que alguém ainda tem um amor assim é belo.
Gostei das palavras, tão bem ilustradas estão, tanto em imagem, como musicadas.
Muito bom este conjunto.
Um beijo
Manuela
De Betty a 19 de Novembro de 2006 às 18:41
Olá Coral

Obrigada pela visita e palavras, Volta sempre:))

Estou a conhecer o teu "espaço" e devo dizer-te - ADOREI Tudo o que li e vi.

Muitos Parabéns!

Voltarei com toda a certeza

Beijinhos com carinho
De Paula Raposo a 19 de Novembro de 2006 às 18:54
Obrigada pelas palavras deixadas nas minhas romãs. Um beijo.
De Maria Valadas a 19 de Novembro de 2006 às 22:40
Obrigada pela visita no meu humilde cantinho!

E aqui estou a ler e reler um dos poemas mais
harmoniosos que passou no meu" suspiro"
de águas inquietas!

Beijos....................................Maria Valadas
De Marluce a 20 de Novembro de 2006 às 19:41
{{coral}}
Continua essa paixão arrasadora de fazer babar as almas mais carentes. Eu calculo as mulheres que a vêm ler para aplicar os seus poemas por casa (eheheh) ai que invejosas de não termos um amor assim de transpirar por todos os poros.
Só posso dizer o que sinto, e que me perdoem as pessoas pelos meus comentários mais ousados, mas que tenho inveja, ai isso tenho :)))). Abençoado amor este. Desejo-lhe tudo de melhor, que faça sempre os nossos olhos ficarem brilhantes pelas palavras que nos dá.
Um beijo da Marluce
De Paulo1911 a 20 de Novembro de 2006 às 20:46
Há nestas "palavras" poemas que trazem lá dentro pessoas.
Pessoas...que se envolvem numa necessidade ilimitada de entrega...que se perfilam, unidos, mum "grito" de prazer dominador como se estivessem em "guerra" ardente com o "arco-íres" dos sentidos....
Afinal é nessa "guerra" que existe um troféu maior: O Amor...!!!Há que lutar por «ele» até à explosão dos desejos...É, de facto, essa a mais nobre "arte do guerreiro"...
Paulo
De Jimmy Martins a 21 de Novembro de 2006 às 00:38
A mais linda descrição, de um acto de amor, que li até hoje, muito bem acompanhada pela mais sensual e bela melodia composta até aos nossos dias. Ai os suspiros que por aí vão depois de uma boa leitura do poema.

Keep going :)

jinhos
De Menina do Rio a 21 de Novembro de 2006 às 22:17
Lindo poema, cheio de paixão e encanto. Doce e suave, intenso e marcante. Deslizando entre mãos, espalha-se como seda na pele!

tem uma bela semana.

beijos
De Carlota Miguéis a 22 de Novembro de 2006 às 11:17
Ouvi falar deste blog em conversas de blogs, fiquei curiosa.
Um poema muito cativante. Gostei do blog, tenho de visitar com tempo para ter opinião mais concreta.
Cumprimentos
Carlota
De batista filho a 22 de Novembro de 2006 às 11:31
Coral, já sentia falta de te ler. que bom esse reencontro! deixo um abraço fraterno.

Comentar post

.Devagarinho se caminha...

.{{coral}}

.

.As minhas palavras...

. OUTONO...

. OS ANOS PASSAM...

. ESTA OUSADIA...

. A TUA AUSÊNCIA...

. E LÁ GANHÁMOS...

. DESENHA NO MEU CORPO...

. Silenciosamente!

. ABRO O BOLSO...

. AO MEU PAI!

. A TARDE ACONTECE...

. NO DIA DA MULHER

. PARA TI

. AMA-ME NOS AROMAS...

.arquivos

. Novembro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.favoritos

. DIA MUNDIAL DA POESIA

.as horas no silêncio...

.As visitas ao meu blog


contadores de visitas

.Calendário

.Os cantinhos de magia...

.Vozes...