Sábado, 2 de Dezembro de 2006

JUNTO Á PRAIA

 

Junto á praia,

saltam os novelos de espuma,

os sorrisos das crianças,

que desafiam a areia molhada,

os casais de mão dada,

a temperatura dos sentimentos,

que se complementa na foz.

Correm as águas agrestes do rio,

caminhante solitário

apertado nas margens,

solto por debaixo das pontes.

Tanta sensualidade,

buscada no murmúrio dos caminhos,

uivos soltos de prazer,

vestindo corpo de lobo astuto.

Junto á praia,

nossos corpos se entregam,

na mistura de suores,

em jogos de malícia,

que fazem brilhar teus olhos

de verde transparente.

Junto á praia,

existe sempre uma temperatura escaldante,

uma envolvência fervente,

um sensual perfume

que cativa o sol,

deslumbra a lua, e

faz de ti… homem rendido.

Junto á praia,

tudo se passa…

nada se esquece,

tudo se transforma!...

O mundo gira em nosso redor,

nós adormecemos…

em calor, e embalados pela sétima onda!

©{{coral}}

... escrevinhando…

Reservados os direitos de autor

Textos e poemas registados na SPA

 

publicado por {{coral}} às 18:15
link do post | As vossas palavras são importantes! | favorito
|
14 comentários:
De isa&luis a 2 de Dezembro de 2006 às 21:10
Olá menina,
Na beleza do silêncio sorvo cada palavra com misturas de aromas. Adorei!

Musica lindissima!

Desejos de um lindo fim de semana

Beijos

Isa
De acassiacleta a 3 de Dezembro de 2006 às 20:25
Lindo poema...a praia deixa sempre saudades...as ondas são testemunhas! ;) Parabéns pelo blog. Beijinhos
De Amaral a 3 de Dezembro de 2006 às 23:17
"Escrevinhas" bem os versos criativos que soam a mar e sabem a mel...
JUnto à praia encontraste emoções e toda a sensualidade esvoaçando nos quentes areais.
O mundo gira, nós embalamos ao som da melodia do teu poema...
De Betty a 4 de Dezembro de 2006 às 01:04
Querida Coral

Tu não escrevinhas .tu escreves de uma forma excelente

Este poema é a grande prova disso.está lindo

"A sétima onda é sempre a mais suave"...

Beijinhos com muito carinho
De unicus a 4 de Dezembro de 2006 às 15:38
E escrevinhaste muito bem..
Beijinho
De Anónimo a 4 de Dezembro de 2006 às 16:20
Se isso é escrevinhar eu chamar-lhe-ia escrever.
A ti chamar-te-ia poeta.

Ao poema __________________ lindo...
Escutei as ondas
senti o calor dessa praia

E quis lá estar._______________________

Estive enquanto te li.

Até já.

Isabel
De Isabel a 4 de Dezembro de 2006 às 16:22
Desculpa ter saido anonimo, o comentário anterioe era meu.

Isabel
De carla a 5 de Dezembro de 2006 às 01:01
É bom visitarmos praias indiscretas com amores ardentes!
Homens rendidos....que linda visão!
Beijo GRANDE amiga!
>*<
carla

P.S. - A 7ª onda veio dizer-me que até ela ficou corada :P :)
De Secreta a 5 de Dezembro de 2006 às 10:18
Bonito o poema!
O mar , as ondas , a praia ... saudosista.
Beijito.
De yohanan a 5 de Dezembro de 2006 às 12:48
Olá...junto á praia, junto ao mar tudo acontece tudo pode acontecer...basta lutar, esperar pelo""" abraço quente e envolvente em noites como esta . . . em noites como esta que nenhum dos meios abre caminho até ao meu frio e apertado ser . . ."""
mt bonito o teu poema, adorei como sempre.
beijinho*

p.s: o meu poema também fala de mar e ondas...;)
De assim sou eu a 5 de Dezembro de 2006 às 14:55
Ola...
Gostei, da envolvência, do calor do embalar pela onda...
Junto á praia, quanta sensibilidade...
Voltarei.

BJ mt mágico***

magiaperdida

Comentar post

.Devagarinho se caminha...

.{{coral}}

.

.As minhas palavras...

. OS ANOS PASSAM...

. ESTA OUSADIA...

. A TUA AUSÊNCIA...

. E LÁ GANHÁMOS...

. DESENHA NO MEU CORPO...

. Silenciosamente!

. ABRO O BOLSO...

. AO MEU PAI!

. A TARDE ACONTECE...

. NO DIA DA MULHER

. PARA TI

. AMA-ME NOS AROMAS...

. DEIXA...

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.Poemas Ditos da {{Coral}}


Escutem os poemas em "Lugar aos Outros 30" 07-12-2006

.favoritos

. DIA MUNDIAL DA POESIA

.as horas no silêncio...

.As visitas ao meu blog


contadores de visitas

.Calendário

.Os cantinhos de magia...

.Vozes...