Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2007

MOSTRA DE BRILHOS…

 

Mostra a noite o seu brilho…
nas águas cristalinas do pensamento,
palavras deslizantes,
no sal penetrador do mar!
O suave frio que se sente,
refresca os meus lábios,
que conservam o quente dos teus,
guardo sempre no “até logo”
a hora do amanhã…
em que teu anseio estala,
explode e, transpira,
no brilhar dos teus olhos!
Mostra a noite o seu brilho…
abrindo caminhos de estrelas
que se reflectem na serra acolhedora,
ultrapassando o frio nela instalado!
Meus lábios entregam-te…
a palavra doce que baila em mim,
a palavra peregrina de ti…
na porta secreta de nós!
No brilho desta noite,
meu corpo une-se ao teu,
na escadaria do Amor!



©{{coral}}
... escrevinhando…
Reservados os direitos de autor
Textos e poemas registados na SPA

publicado por {{coral}} às 22:55
link do post | As vossas palavras são importantes! | favorito
|
10 comentários:
De JJ a 20 de Janeiro de 2007 às 23:17
{{coral}}
continua a ser de um apetite voraz que se entra neste canto mágico, saciando-se a fome no deslumbramento. Cantar poesia desta forma, é de um superior significado pela sua simplicidade.As escolhas das imagens e das músicas dão o conteudo rico que enche a alma.Tem escrito muito, sensivel, extasiante, modesto, voraz, tocante...
Deixo-lhe o meu modesto gesto de simpatia desejando que preencha sempre a alma de quem a visita.
Bom fds
JJ
De Amaral a 22 de Janeiro de 2007 às 13:24
Um poema muito consistente, onde o sentido das formas se esbate e o sentimento se enleia...
Sinto frescura e calor, ansiedade e ternura!
De Menina do Rio a 22 de Janeiro de 2007 às 17:57
Há um brilho de luar
a refletir nas aguas deste teu sonhar...
Há palavras que vibram num sussuro
há etrenidade.
Lindo sentir nas tuas palavras. Faz-me viajar
em meus proprios sonhos que calo aqui dentro...

Linda semana pra ti

beijo
De Jaime Martins a 22 de Janeiro de 2007 às 22:38
Vale sempre a pena vir a este coral, pelo menos aqui consigo sonhar com o amor perdido que anda por aí a vaguear. Ao ler estas palavras a imaginação voa para bem longe do corpo, não sei para onde vai, ela nunca me disse :)
Continua a fazer-me sonhar com as tuas lindas palavras e muito bem acompanhadas musicalmente
De Maria Valadas a 23 de Janeiro de 2007 às 16:33
Gosto tanto de corais!

E as palavras da coral....são uma dádiva para quem as lê!

Passo a chamar-te a minha ilha de coral :)....

Beijinhos da
Maria
De daniel sant'iago a 24 de Janeiro de 2007 às 18:31
Passo a passo... degrau a degrau... vamos!
De yohanan a 25 de Janeiro de 2007 às 15:26
Adoro ler as tuas palavras escrevinhdas aki nesta folha de papel virtual...ibrigada pela partilha e desc a ausencia de comentarios...

beijinhos**
De lena a 25 de Janeiro de 2007 às 18:12
Coral

o sol, o mar, a noite para me sentir dentro dela, o brilho inebriante de uns olhos…

tanta beleza no teu poema coral, como me senti dentro dele e o sorvi devagar, para lhe sentir a alma

belo o que escreves !


obrigada por nos deixares ler a tua poesia


beijinhos muitos

lena
De acassiacleta a 29 de Janeiro de 2007 às 10:37
Lindo poema...sem igual!!! Que essa escadaria do amor seja infinita! Beijinho e boa semana
De JPAnunciação a 29 de Janeiro de 2007 às 11:08
"Guardo sempre no "até logo
a hora do amanhã..."
a palavra peregrina de ti
na porta secreta de nós..."
Reproduzo estes teus excertos por serem uma "Mostra de Brilhos" num poema Maior.
Espero que me permitas que adicione o teu Blog aos meus recantos d'Alma.
Muito Bom.
Um beijo.

Comentar post

.Devagarinho se caminha...

.{{coral}}

.

.As minhas palavras...

. OUTONO...

. OS ANOS PASSAM...

. ESTA OUSADIA...

. A TUA AUSÊNCIA...

. E LÁ GANHÁMOS...

. DESENHA NO MEU CORPO...

. Silenciosamente!

. ABRO O BOLSO...

. AO MEU PAI!

. A TARDE ACONTECE...

. NO DIA DA MULHER

. PARA TI

. AMA-ME NOS AROMAS...

.arquivos

. Novembro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.favoritos

. DIA MUNDIAL DA POESIA

.as horas no silêncio...

.As visitas ao meu blog


contadores de visitas

.Calendário

.Os cantinhos de magia...

.Vozes...