Domingo, 30 de Julho de 2006

PINTORA DE PAPEL

 

Sou uma pintora de papel
pinto-o de palavras...
que atiro em tons de fogo
quando falo do Amor!...
Sou uma pintora de papel
colorindo-o de azul...
quando descrevo o mar...,
o mar que canto, e me conhece desde... sempre!
Sou uma pintora de papel
de palavras com carinho,
e aí pinto-as de cor de rosa...
tirando os seus espinhos!...
Sou uma pintora de papel
pintando algumas palavras de verde
com colagens de veludos, e riachos...
lembrando o que deixas em mim!...
Sou mesmo uma pintora de papel.
Sou mesmo uma pintora de papel...
conjugando as palavras com
amor, carinho, sentimento, sofrimento...
e também as desilusões!...
Sou uma pintora de papel
daquela que ama as palavras... 
sou sofredora, e atenta!...
Sou mesmo uma pintora de papel
porque nasceu comigo...
esta forma de me expor..
nas telas que vou pintando...
por aí, e por além...
Sou uma pintora de papel!...


©{{coral}}
... Dando cor à poesia...
Em Elos da Poesia I
Colectânea de Poemas de Autores de Língua
Portuguesa 2005

sinto-me: divagando...
música: A de fundo do blog...
publicado por {{coral}} às 22:30
link do post | As vossas palavras são importantes! | favorito
|
2 comentários:
De _mARGARIDA a 31 de Julho de 2006 às 11:24
Querida Coral, desculpa-me - mas não tenho tido inspiração para comentar alguns dos teus poemas, pois eles são tão transcendentes que às vezes se torna complicado econtrar as palavras certas para os opinar.Quanto a este teu poema, "Pintura de Papel" é digno de louvar, já o conhecia do teu livro e é simplesmente energético em sentimento, o leitor ao lê-lo sente um " brlho" nos olhos, porque sente a tua emoção autêntica de ser poeta.És pintura em papel, porque no papel constróis arte inteligível e ao mesmo tempo inatíngivel nas ideias.És arte e de poesia afirmas-te mulher!Os anos passarão, mas não fundo do teu coração a vivência poetica jamais irá degenerar, mesmo que o esquecimento te faça esquecer teu nome, pois "ser poeta é ser mais alto", isto é, é ser muito mais que um simples "corporéo" débil e efémero , isto tudo para dizer - tu és a pintura de tela e as pinturas bonitos e reconhecidas são imortais, e assim és tu! Tens talento e quem censura os teus trabalhos e porque não tem ou fingi não ter tendências litérarias que avaliem a tua forma poética.Gosto muito e sempre admiti o facto de sentir a tua poesia. Gosto muito mais de alguns poemas teus do que do Fernando Pessoa, por exemplo. Não tenhas medo de arriscar em novos temas poéticos, porque tenho a certeza que terão essência e isso é o mais importante.
Desculpa, por não estar a comentar os teus poemas com tanta frequência.

Beijo Coral!

Joana
De carla a 3 de Agosto de 2006 às 23:41
Obrigada por "ser" quem és.... minha pintora de papel!....
Beijo grande
Carla
>*<

Comentar post

.Devagarinho se caminha...

.{{coral}}

.

.As minhas palavras...

. OS ANOS PASSAM...

. ESTA OUSADIA...

. A TUA AUSÊNCIA...

. E LÁ GANHÁMOS...

. DESENHA NO MEU CORPO...

. Silenciosamente!

. ABRO O BOLSO...

. AO MEU PAI!

. A TARDE ACONTECE...

. NO DIA DA MULHER

. PARA TI

. AMA-ME NOS AROMAS...

. DEIXA...

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.Poemas Ditos da {{Coral}}


Escutem os poemas em "Lugar aos Outros 30" 07-12-2006

.favoritos

. DIA MUNDIAL DA POESIA

.as horas no silêncio...

.As visitas ao meu blog


contadores de visitas

.Calendário

.Os cantinhos de magia...

.Vozes...