Quarta-feira, 5 de Abril de 2006

ESTA ESTRANHA SENSAÇÃO

Esta estranha sensação..
de caminhar por entre as palavras
vestidas de ti,
faz-me pensar..
que caminho escolhes para
acompanhar a minha sombra?
que tons escolhes para
dar cor ao meu corpo?
como desenhas a minha face
metida nos teus lençóis?
de que silêncios enches os
teus ouvidos, para não ter a minha voz?
como abafas a solidão
ecoada pelas minhas gargalhadas?
é uma estranha sensação..
viver-te assim vestido de palavras!
É uma estranha sensação
sentir-te.. assim despido do Mundo!
É uma estranha sensação..
sonhar que as palavras podem sempre
aliviar a dor!..
É uma estranha sensação este querer
sem te conseguir viver!..
É uma estranha sensação..
sentir-te! E ..
fico nesta estranha sensação,
talvez até, amarrotada sensação..
de continuar a caminhar
por entre as palavras..
vestidas de ti!..


{{coral}}
©
Reservados os direitos de autor
Textos e poemas registados na SPA

música: Marina - Caravelas
publicado por {{coral}} às 01:14
link do post | As vossas palavras são importantes! | favorito
|
7 comentários:
De Cris a 5 de Abril de 2006 às 03:26
[...]

É uma estranha sensação este querer
sem te conseguir viver!..
É uma estranha sensação..
sentir-te! E ..
fico nesta estranha sensação,
talvez até, amarrotada sensação..
de continuar a caminhar
por entre as palavras..
vestidas de ti!..
...
Somos capazes de coisas inimagináveis!
Não nos damos conta da força que temos, mas temos tanta, tanta!

Beijo, querida, minha Pintora de Papel***

PS: Apanhei um susto, Tecas! Abri o palavras e não vi nada...
Voltei atrás, e é que vi que te mudaste para a nova plataforma.
Está lindo este espaço, Amiga!
Agora, o ralhete ... (não te rias...rsss...que isto é mesmo um ralhete!)
Não me voltes a pregar um susto destes, an?
Eu abri o teu blog e ...PUFTTTTT!!!!
Ah! Mas onde é que aquela miúda se meteu???
Ai!Ai!Ai!

Vou mudar o teu endereço mais logo que agora estou a pingar de sono.


De estadodalma a 7 de Abril de 2006 às 00:04
Estranha sensação tenho quando me julgo senhor das verdades que me rodeiam...
<@cavaleiromonge> Quanto mais estou "cego" nas minhas verdades mais longe estou da "realidade" do que me rodeia, de coisas simples e humildes...tão simples estas verdades...
De Pomme a 9 de Abril de 2006 às 01:54
Muito obrigada. Foste um encanto.
São lindas as palavras da Coral que me troxerem até aqui.Um livro fabuloso, não é verdade? Um abraço. Pomme
De Pomme a 9 de Abril de 2006 às 04:34
Ressalva: Onde se lê "troxerem", deve ler-se "trouxeram". :)) Resolvi ler-te e penso que não te importarás que junte As Palavras da Coral aos links do meu outro blog - http://nmrdp.blogs.sapo.pt
Bom domingo. Pomme
De {{coral}} a 9 de Abril de 2006 às 18:46
Olá Maria (pomme),
Obrigado por me teres visitado e claro que dou autorização a postar o meu blog nos teus.
Sobre o livro do José Luis Peixoto - Morreste-me, é um livro muito comovente e identifico-me com a história (porque sei o que é perder um Pai).
Um beijo da
{{coral}}
De ^Lennon a 28 de Abril de 2006 às 01:57
Hum... Nada a comentar...
: )
De carla a 28 de Abril de 2006 às 02:07
É com uma estranha sensação que lhe dou banho...dispo-o...levo-o para um lago de águas limpidas e transparentes ...com perfumes e aromas de jasmim...e sorrindo ao desnuda-lo em si....e fico nesta estranha sensação de senti-lo em mim! Beijo Maria

Comentar post

.Devagarinho se caminha...

.{{coral}}

.

.As minhas palavras...

. OS ANOS PASSAM...

. ESTA OUSADIA...

. A TUA AUSÊNCIA...

. E LÁ GANHÁMOS...

. DESENHA NO MEU CORPO...

. Silenciosamente!

. ABRO O BOLSO...

. AO MEU PAI!

. A TARDE ACONTECE...

. NO DIA DA MULHER

. PARA TI

. AMA-ME NOS AROMAS...

. DEIXA...

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.Poemas Ditos da {{Coral}}


Escutem os poemas em "Lugar aos Outros 30" 07-12-2006

.favoritos

. DIA MUNDIAL DA POESIA

.as horas no silêncio...

.As visitas ao meu blog


contadores de visitas

.Calendário

.Os cantinhos de magia...

.Vozes...